Telefone: 55 31-3891-3567

A Fazenda Pedra Redonda

José Bernardes Santana, cafeicultor com mais de quarenta anos de experiência, é o proprietário e responsável pela administração da Fazenda Pedra Redonda. A propriedade está situada em uma região com altitude que varia entre 940 e 1400 metros e topografia parcialmente acidentada, o que proporciona um excelente ambiente para o cultivo do café.

O solo predominante é o lato solo vermelho escuro úmido de boa fertilidade. Preocupado em preservar a fauna e a flora da região, José Bernardes Santana mantém reservas de mata atlântica na fazenda, além de se dedicar ao reflorestamento de espécie nativa, contando para esta tarefa com o fornecimento de mudas e assistência do Instituto Estadual de Florestas, órgão do Governo do estado de Minas Gerais. O plantio e a colheita são realizados manualmente com a finalidade de gerar mais empregos na região. A fazenda mantém trinta funcionários fixos e em período de colheita este número chega a cento e dez, todos registrados de acordo com as leis trabalhistas. Os funcionários recebem ainda toda assistência necessária para que tenham uma vida digna. Outra questão tratada com muito rigor é o trabalho infantil; crianças e adolescentes não são contratados na Fazenda Pedra Redonda até atingirem idade suficiente para o trabalho, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. Sistema de processamento do café depois de colhido: primeiro o café é lavado, passando em seguida pelo descascador de cereja. A água usada nesta fase do processamento é totalmente reciclada, com o de uso vários tanques de decantação. A criação de peixes realizada nestes tanques, é uma prova para os órgãos fiscalizadores de que o processamento do café utilizado na fazenda não polui o meio ambiente. Na seqüência, os grãos são levados para secagem em terreiros suspensos ou cimentados, onde são separados de acordo com a qualidade. O manejo nesta fase recebe atenção especial para a preservação da qualidade e características dos grãos. Após a seleção de qualidade - com o café passando pelo catador de pedras, peneiras e seletor eletrônico de grãos - os lotes são armazenados, sendo classificados separadamente. Preocupando-se com a qualidade o café após sua preparação na fazenda segue para o armazém Carapina na cidade de Elói Mendes sul de Minas, onde cada lote recebe seu número de identificação ficando lá armazenado até sua venda final. Nosso café é certificado pela UDZ.

Mais imagens da Fazenda